24 de out de 2013

Manual do Criador: 8 - ALIMENTAÇÃO NATURAL E HIGIENE PARA AVES


8-ALIMENTAÇÃO NATURAL E HIGIENE:

Área Verde: Como sabemos, a energia do sol é responsável pelo crescimento do verde, do capim, das verduras, das frutas, todos eles repletos de vitamina, minerais e força vital.
Fornecer verde diariamente é muito bom para as aves. Uma ração balanceada contempla as necessidades alimentares das aves, mas, as vitaminas, minerais e outros elementos nutritivos contidos no verde e acumulados no corpo das galinhas, além de beneficiá-las transferem força para a carne e os ovos.
A luz solar é um estímulo ao repouso, a intensa atividade de ciscar sob condições de luz, cria boas condições microclimáticas no organismo das aves, e dá resistência contra as bactérias.
O campo para andar, desenvolve a musculatura das aves e abre seu apetite, é bom evitar que na área de solta haja poças de água, entulhos e dejetos de outros animais.
Além das frutas que caem, as verduras, o capim, o feijão guandu, a folha de bananeira e o mamão, são ótimas para a alimentação das aves. A farinha de casca de ovos é um excelente cálcio para as galinhas em postura, podem ser trituradas no liquidificador, formando uma farinha para misturar a sua alimentação.
Quanto maior a disponibilidade de alimentos alternativos, menor será o custo da criação e melhor será o sabor da carne.
O espaço para pastagem deve ser o maior possível, é interessante, que haja grama e leguminosas, e, que nessa área, haja alguma sombra para descanso das aves.

8.1-HIGIENE

Quando as aves são criadas em regime de semi confinamento, é preciso atentar que a falta de higiene é uma das principais causas de doenças nas aves. As bandejas usadas devem ser próprias para incubatório: limpas e novas. O combate aos ratos e predadores deverá ser permanente e rigoroso.

LIMPEZA DO AVIÁRIO

Retirar as aves e aplicar AVT 500 ou similar. Passar cal virgem, colocar cavaco borrifado com remédio semanalmente = 2 gotas de Ivomec na cloaca da galinha.
O acesso aos Aviários deve ter um pé de lúvio nas passagens com o AVT 500 é um bom desinfetante e tira o mau cheiro. FORMOL é muito tóxico e proibido. Outros preventivos muito usados são creolina, pinho sol – SENIVEX, querosene, bolfo.
O indicado é usá-los para pulverizar os aviários três vezes ao dia.
Deve ser usado bolfo nos criatórios e embaixo das pernas das aves, para evitar piolho
e pichilinga. A vassoura de fogo é importante para desinfecção.
É importante, e necessário, lavar a caixa d ́água a cada 30 dias (1 vez por mês). Colocar pastilha de cloro no poço ou na caixa d ́água nos dias 15 e 30 de cada mês.
As aves mais velhas têm os pés com escamas, e podem ser limpas com querosene
misturado com água.

 DESINFECÇÃO

Um produto forte e que substitui o formol é o TIMSEN, ideal para a desinfecção dos aviários contra vírus, fungos, etc. Não faz mal ao humano, não é corrosivo, e não tem cheiro.
A desinfecção e a higiene são os itens mais importantes para o sucesso na criação das aves. A deficiência nas imunidades provoca as bactérias oportunistas como estafilococos, estreptococos, bronquite e fungos.
É indispensável ouvir a palavra do veterinário.
OBS: Nós não nos responsabilizamos pela aplicação desses métodos e medicamentos, apenas são anunciados como regra geral para criação de aves, que podem, ou não, ser observada pelo criador.




PARA MAIS INFORMAÇÕES CLIQUE NO TÓPICO: "MANUAL DO CRIADOR"


Postar um comentário