11 de nov de 2017

Criação de Pacas




criação de pacas vem se desenvolvendo em torno de um mercado que cresce com a necessidade da conservação da fauna nativa. Durante muitos anos, no meio rural, perpetuou-se a caça predatória da paca, pelo sabor da sua carne, além da falta de leis para protegê-la.
Com a modernização das leis e aprimoramento dos órgãos de fiscalização ambiental, criaram-se mecanismos para proteger diversas espécies nativas, entre elas, as pacas. Com isso, também surgiu a necessidade de desenvolver técnicas e leis para a criação das pacas em cativeiro, para fins de abate legal. Com essas atitudes, pode-se preservar as pacas que se encontram nas matas naturais, aumentando a conservação do meio ambiente.
Classe zoológica:
-Classe: Mammalia;
-Ordem: Rodentia;
-Família: Dasyproctidae;
-Gênero e espécie: Agouti paca.
Algumas características:
-Pelos: curtos e eriçados;
-Cor: castanho-pardo a castanho-avermelhado, com quatro faixas longitudinais de cor clara;
-Orelhas: pequenas, levemente pontudas;
-Focinho: canais nasais laterais, inchados, devido à caixa de ressonância existente, permitindo à paca emitir sons;
-Patas: fortes, com unhas afiadas;
-Dedos: membros anteriores, com 4 dedos, e posteriores, com 5 dedos;
-Comprimento: de 30 a 60 cm de comprimento;
-Cauda: 5 a 7 cm;
-Peso: até 10 kg;
-É o segundo maior roedor brasileiro, perdendo apenas para a capivara.
Comportamento:
-Hábito: noturno e crepuscular;
-Habitat: preferem locais com matas altas, rodeadas de riachos ou rios;
-Temperamento: são solitárias e tímidas, podem ser encontradas aos pares, no período de acasalamento, ou acompanhadas da cria;
-Em perigo: geralmente, refugiam-se na água;
-São boas nadadoras e gostam de água.
Reprodução:
-Vivem, em média, 16 anos;
-Gestação: período de 116 dias;
-Número de crias: uma por vez;
-Número de gestações/ano: duas.
Alimentação natural:
-São animais fitófagos;
-Alimentam-se de raízes, folhas, frutos, cana-de-açúcar e mandioca.
Comportamento no cativeiro:
-As pacas convivem bem com outros animais;
-Há demarcação territorial com urina, principalmente, ao redor dos comedouros;
-A eliminação de fezes ocorre em apenas um local, longe do local da alimentação;
-A alimentação deve ser servida ao entardecer;
-O manejo das capivaras deve ser feito com botas e luvas para evitar mordidas;
-A captura deve ser feita com rede própria em horários de pouca atividade, evitando-se o estresse dos animais.
Alimentação em cativeiro:
-Como são animais de hábitos noturnos e crepusculares, deve-se servir a alimentação no final da tarde;
-Os alimentos devem ser servidos crus, em pedaços e com casca;
-Quando servida ração, esta deve ser a mesma da cutia, só que em quantidade 4 vezes maior;
-Os comedouros devem ser lisos, com cantos arredondados;
-Deve-se sempre retirar os restos alimentares para evitar fermentação;
-Os comedouros devem estar em locais protegidos e com ventilação;
-Os bebedouros devem ser sempre limpos, contendo água fresca, limpa e à vontade;
-Como as pacas têm o hábito de se banhar com frequência, muitas vezes, o bebedouro deve ser grande, de fundo liso, bordas arredondadas, entrada rampada e tamanho suficiente para a entrada de vários animais.
Ao se iniciar a criação de pacas, deve-se atentar para a documentação, com a regulamentação adequada, junto ao órgão ambiental, além da consulta a um profissional qualificado para assistência técnica. A aquisição das pacas pode ser feita por meio de compra em outros criatórios, ou captura na natureza, mediante autorização do órgão ambiental.


Postar um comentário