18 de mar de 2018

Criação do Ringneck (PSITTACULA KRAMERI)



Características
O Ringneck, periquito-de colar, periquito-de-colar-rosa ou periquito-rabo-de-junco, é uma espécie da família amplamente distribuída na Ásia, África e Europa. É a única ave da família dos papagaios e periquitos em liberdade na Europa.

Esta fabulosa ave se bem tratada pode em alguns casos superar os 40 anos de idade.

Apresenta a plumagem na maior parte verde. A cauda é longa e afilada. O bico é grande e vermelho, em forma de gancho. O macho tem um anel preto e rosa no pescoço que surge somente as seus dois anos, indicando a sua maturidade sexual.

Como uma curiosidade sobre a espécie, os ring-necks africanos possuem o bico preto enquanto os asiáticos o têm vermelho.

Peso: 130g adulto

Alimentação 
Mistura de sementes: Alpiste, painço, senha, girassol (sem exagero), linhaça, castanhas, pinhão, milho verde etc.

Frutas, legumes e verduras: Goiaba, maçã (retirar as sementes), cenoura, pimentão, jiló, beterraba, almeirão, repolho. Pode ser dada alface, pois há o risco de diarreia.

Não forneça: Abacate, chocolate, bebidas alcoólicas, alimentos que contenham sal, cafeína ou gordura em excesso.

Importante: Deixar disponível uma barra de cálcio ou osso de siba, principalmente, na época de reprodução. Além de “afiar” o bico, ajuda na formação e postura dos ovos.

No período de troca de penas (dezembro/janeiro) e reprodução é bom dedicar uma atenção maior à alimentação, variando-a o máximo possível.

Água limpa sempre a disposição.


Gaiolas e Ninhos
Localizada, preferencialmente, onde seja possível às aves terem acesso ao Sol da manhã e que tenha uma proteção de sombra e que os proteja do frio e vento excessivo. Quanto às medidas, estas podem variar, mas é importante que tamanho mínimo seja de 1,50 m X 0,60 m X 0,60 (comprimento x largura x altura).
Cuidado com telas muito finas, eles podem cortá-las.
Feche bem as portas, pois são aves curiosas e num descuido podem abri-las e fugir.
Cuidado com jornais, revistas ou outros materiais que podem entrar em contato com seus pássaros... podem ser tóxicos. Jornal, por exemplo, contém substâncias que se acumulam no corpo do pássaro e com o tempo podem levá-lo ao óbito.
Procure instalar poleiros de espessuras variadas, para estimular o exercício da musculatura dos pés.
Os ninhos podem variar: há criadores que preferem os verticais e outros, os horizontais. pode ser utilizados os ninhos horizontais, medindo: 45 cm X 25 cm X 25 cm (comprimento x largura x altura).


Reprodução

Período de Julho a Janeiro.

Na época de reprodução, as fêmeas instintivamente gostam e precisam fazer o ninho. Porém como este já está pronto, às vezes, ela rói algumas partes do mesmo. Por isso, para que ela o faça, pode-se pôr dentro dele um pouco de serragem e/ou pedaços pequenos de madeira para que o casal o prepare a seu modo e não danifique o que está pronto.

Formação do Casal
A diferença entre os machos e as fêmeas se dá aproximadamente, após a segunda ou terceira troca de penas, ou seja, do segundo para o terceiro ano de vida. Os machos passam a exibir um colar ou anel preto e rosa no pescoço, daí o nome Ringneck (do inglês: ring = anel, neck= pescoço). As fêmeas ficam apenas com o sinal do anel, assim como os jovens ou filhotes.

No final do inverno começa o período de reprodução. Os machos intensificam as exibições para as fêmeas, cantando e dançando e passam a alimentá-la com mais frequência. Esta, por sua vez, numa atitude de receptividade e aceitação, abaixa-se ou inclina-se um pouco, contraindo os olhos e produzindo um som semelhante a um gemido. Todo este ritual indica que o casal está, realmente acasalado.
Depois de formado o casal e com o ninho já instalado no viveiro é só esperar os ovos e os filhotes.
Também na época da reprodução pode se fornecer vitamina E.

Se o casal for adquirido junto e mudarem de ambiente, adaptaram-se facilmente.
Se já houver uma ave e outra for introduzida, é importante observar se a ave que já estava inserida no viveiro vai ser receptiva ou se, para proteger o território, será hostil com o novo companheiro (a). Como são aves gregárias convivem bem juntas.

Os casais ficam prontos para reproduzirem-se a partir do segundo ano de vida, as fêmeas (principalmente as verdes) podem até reproduzir no primeiro ano, mas o ideal é não forçá-las a botar usando medicamento. Já os machos, por serem muito jovens, podem ainda não fecundar os ovos no primeiro ano, estando aptos somente no segundo ano.


Postar um comentário