26 de jul de 2015

Produtividade na criação de Bufalos




As raças bubalinas são igualmente boas. O objetivo comum deve ser a produção mista: carne e leite.
A carne dos bubalinos é aceita normalmente pela população, sendo difícil a sua distinção da carne bovina. A produção leiteira constitui outra importante função. O leite pode ser destinado para o consumo "in natura" ou para o preparo de queijo e manteiga.
A espécie apresenta produção econômica igual (ou até superior em determinadas condições) à dos bovinos especializados. Assim, com 8 litros de leite de búfala se faz 1 Kg de queijo, e são precisos 12 litros de leite de vaca para a mesma finalidade. Para 1 Kg de manteiga são necessários 14 litros de leite de búfala e 20 litros de leite de vaca.
Além disso, resultados de pesquisas mostram que o leite de búfala tem maior valor nutritivo do que o de vaca, conforme o quadro abaixo:

Quadro comparativo da composição média em % do leite
Espécie Água Gordura Açúcar Proteína Cinza
Bubalina 82,05 7,98 5,18 4,00 0,79
Bovina 87,20 3,80 4,95 3,38 0,70
O período médio de lactação pode ser estimado em 7 meses. Estudando-se as variações que este índice pode apresentar, obteve-se o seguinte resultado:

Produção leiteira
Período de lactação de búfalas, em dias
Dias Casos %
Até 100
2
0,4
101 a 150
19
3,9
151 a 200
143
29,6
201 a 250
243
50,3
251 a 300
61
12,7
301 a 365
15
3,1

Número de lactações controladas = 483

Número de búfalas controladas = 98
Período máximo de lactação (controlada) = 365 dias
Período mínimo de lactação = 87 dias
Média = 215,3 dias
Tendo em vista a sua capacidade de total aproveitamento de alimentação pobre, de pastagens grosseiras e de palhas de cereais, as quais ingerem dia e noite se assim for deixado, o búfalo é, sem a menor sombra de dúvida, a mais econômica fonte produtora de leite e manteiga.
A rusticidade do búfalo, em termos de alimentação, exige quantidade em detrimento da qualidade. Quanto à produção de leite em quilogramas, por lactação, obteve-se o seguinte resultado:

Produção de leite da búfala ( 483 casos analisados )
Quilos Casos %
Até 1000 21 4,3
1001 a 1251 68 14,1
1251 a 1500 112 23,2
1501 a 1750 131 27,1
1751 a 2000 84 17,4
Mais de 2000 67 13,9

Produção média por lactação: 1.583,07 Kgs
Produção média diária: 7,35 Kgs
Produção máxima registrada: 3.599,00 Kgs
Produção mínima registrada: 406,00 Kgs
É importante salientar que a maior produção leiteira ocorre exatamente no período de entre safra da produção dos bovinos, pois a parição da búfala se verifica predominantemente até abril de cada ano e a desmama é feita, na maior parte, de outubro a dezembro.

Rendimento de carne

O búfalo é, por natureza, mais precoce que o bovino. Atualmente, no abate, obtém-se 15 a 16 arrobas de carne por animal com idade entre 20 a 22 meses. Um dos objetivos dos criadores é obter 17 a 18 arrobas, com idade entre 20 e 22 meses em regime de pasto, e 16 a 17 arrobas com 16 a 18 meses, em confinamento.
O rendimento da carcaça do búfalo ainda não pode nos fornecer dados muito precisos. O assunto continua em aberto devido aos poucos resultados de provas e testes obtidos, os quais entretanto já nos oferecem índices bem próximos dos apresentados pelo bovino especializado.
A ABCB vem a algum tempo realizando provas e coletando dados de abate de búfalos, para em futuro próximo conseguir informar com mais precisão os índices de rendimento.
Estudos realizados pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) indicaram um rendimento de 48,7% em relação ao peso de abate ou 55,8%, em relação ao vazio, entendendo-se como peso de abate aquele obtido no frigorífico após descanso do animal em dieta hídrica, e como peso vazio, a diferença entre o peso de abate e o peso do conteúdo - gastrintestinal.
O peso médio dos búfalos varia de acordo com a raça e a idade. De um modo geral, o peso dos machos bubalinos adultos varia entre 700 e 900 quilos e o das fêmeas adultas entre 360 a 700 quilos.
Embora os búfalos apresentem, quando bezerros, um ganho de peso inferior ao do bezerro bovino, eles se igualam ou mesmo ultrapassam os bovinos, quando se tornam adultos.
Apesar dos bubalinos apresentarem musculatura mais rica do que o zebu, o rendimento em carne é menor, visto que o búfalo apresenta couro, cabeça e viceras, bem mais pesados do que o dos zebuínos. O seu couro corresponde de 10 a 12% do peso do animal, sendo mais grosso do que o do bovino e de textura mais porosa. Em Prova de Ganho de Peso, realizada em Sertãozinho/SP, Pela Secretaria da Agricultura e Abastecimento, na qual concorreram diversas raças, os búfalos se destacaram conforme se observa no seguinte quadro:

Raças Ganho de peso
(médio/por kg)
Ganho de peso
(médio diário/por kg)
Bovinos
Gir 66,000 0,590
Guzerá 81,380 0,730
Nelore 78,200 0,700
Caracu 80,940 0,720
Canchim 93,290 0,830
S. Gertrudes 103,580 0,970
Búfalos
Jafarabadi 108,760 0,970
Murrah 102,640 0,916
Mediterrâneo 94,80 0,837
Cálculos feitos com base nos resultados oficiais apresentados pelo instituto de zootecnia, da secretaria de agricultura e abastecimento do estado de São Paulo.

Sistema de criação

De um modo geral, a criação de búfalos segue a adotada para os bovinos, distinguindo-se: o sistema extensivo e o sistema intensivo. E também temos como recomendação comum ofato de os animais deverem ser submetidos a um bom manejo, o que tornará bem mais fácil o seu custeio.
A seleção deve ser constante para o melhoramento do rebanho juntamente com boa alimentação e ginástica funcional. Com essa preocupação, as qualidades se manifestam com maior intensidade para facilitar a escolha dos melhores reprodutores.
Os búfalos têm vida mais longa do que os bovinos, chegando a atingir 30 anos. A vida útil das fêmeas, como reprodutoras, também é longa; há matrizes com 12 e até 16 crias.
A padreação é feita quase sempre em liberdade, podendo um reprodutor servir de 40 a 50 fêmeas.
A cobertura (ou monta) "controlada" efetua-se nas criações intensivas, nas explorações leiteiras e principalmente nos plantéis de seleção. A fecundação normalmente é conseguida no primeiro serviço com uma gestação de mais ou menos 10 meses.
Os bezerros nascem com peso superior ao das raças zebuínas, com média de 38,5 Kg para os machos e 36,5 Kg para as fêmeas.

Postar um comentário