material genético de frango de corte

11/12/20083comentários

galinha_orpington_brancoG

Cruzamentos
Nos cruzamentos normalmente se busca tirar proveito dos seguintes efeitos: a) genéticos: Efeito de raça: (devido ao efeito genético aditivo dos genes, passa de geração a geração e inclui habilidade geral de combinação das linhas utilizadas no cruzamento). Efeito da heterose: (devido aos desvios de dominância dos alelos e dos desvios da epistasia entre locus e inclui habilidade específica de combinação das linhas utilizadas no cruzamento) pode existir no indivíduo, na mãe e no pai do mesmo, mas não passa para a geração seguinte. Efeito recíproco: é o desvio entre o desempenho dos indivíduos de um cruzamento e do seu recíproco, como por exemplo A x B é diferente de B x A. Na nomenclatura de melhoramento genético se convenciona que a primeira letra representa a raça do pai e a segunda a raça da mãe. b) não genéticos: Efeito da complementariedade: é a vantagem que se obtém por exemplo ao se cruzar galinhas de maior produção de ovos com galos de potencial genético para maior ganho de peso. O recíproco desse cruzamento da um custo de produção maior. No cruzamento entre as linhas puras (avós) para a formação das matrizes se busca combinar as características para as quais as linhas foram selecionadas com diferentes ênfases. Além disso, os cruzamentos efetuados para gerar os frangos incorporam ganhos pela melhor eficiência produtiva. Portanto, observar as seguintes recomendações: adquirir pintos de linhagens reconhecidas pelo mercado; a criação poderá ser mista ou separada por sexo; os pintos devem apresentar características saudáveis como olhos brilhantes, umbigo bem cicatrizado, tamanho e cor uniformes, canelas lustrosas sem deformidades, com plumagem seca, macia e sem emplastamento na cloaca; transportar os pintos do incubatório, onde são mantidos em ambiente controlado, até o local do alojamento, em veículos adequados, com conforto e buscando o bem-estar dos pintos. Para os produtores interessados na produção comercial de alta produtividade existem as seguintes linhagens de corte. Hibridos comerciais de frangos de corte (importadas): Ag Ross, Cobb Vantress, Hybro, Isa Vedette, MPK, Arbor Acres, Avian, Shaver e Hubbard. Hibridos comerciais de frangos de corte (nacionais): Embrapa 021, S-54 e Chester.
Raças
Mais de 300 raças puras e variedades de galinhas já foram desenvolvidas até os dias de hoje, porém apenas poucas têm expressão comercial. Algumas das raças mais antigas são apenas mantidas em estações experimentais. Deve se ter em mente que o banco genético é a fonte da diversidade e o combustível para os cruzamentos que dão origem aos híbridos modernos. Em frangos de corte as raças utilizadas são: Plymouth Rock Branca - Apresenta pele amarela e crista lisa. Foi muito utilizada nos primeiros cruzamentos para produção de frangos de corte. Atualmente serve de material básico de muitas linhas cruzadas. As penas brancas representam uma grande vantagem desta raça para a produção comercial de frangos e para os abatedouros que preferem aves de penas brancas às coloridas. A maioria das linhas originais eram de empenamento tardio, uma desvantagem para a produção de frangos de qualidade, no entanto, a maioria das linhas disponíveis atualmente são de empenamento rápido. New Hampshire - Apresenta cor vermelho claro, pele amarela, crista lisa e produz ovos de cor marron. Por muitos anos foi utilizada para a produção de frangos de corte. Mais tarde passou a ser utilizada para cruzamentos com outras raças de corte para produção de frangos. Atualmente apenas poucos criadores se dedicam à comercialização desta raça. Esta raça foi utilizada em muitos cruzamentos que formam os atuais híbridos de corte, principalmente em função da habilidade de produção de grande quantidade de ovos que eclodem bem. Cornish Branca - Apresenta crista ervilha, pele amarela e produz ovos de casca marron. Apresenta corpo de conformação diferente das outras raças, tendo pernas mais curtas, corpo amplo com peito musculoso. As habilidades de produção de carne são muito apreciadas nesta raça, no entanto produz poucos ovos de tamanho pequeno e com eclodibilidade pobre. A habilidade de produzir carne desta raça tem sido explorada no cruzamento de galos Cornish com galinhas de raças como a Plymouth Rock Barrada, Plymouth Rock Branca, New Hampshire e linhas híbridas. Sussex - É uma raça inglesa predominantemente para corte com diversas variedades, das quais a Light Sussex é a mais popular. Apresenta pele branca e produz ovos de casca marron. É boa produtora de carne. Em alguns países europeus os frangos de pele branca são os preferidos.
Linhas puras
Geralmente é impossível conseguir que uma única linha de aves seja boa produtora de carne e também de ovos. Quando uma linha é selecionada para alta quantidade de carne a produção de ovos diminui muito. As linhas fêmeas são desenvolvidas separadamente das linhas machos, uma vez que as fêmeas produzem os ovos e são responsáveis pela eclodibilidade dos mesmos. As linhas fêmeas são selecionadas para produzir grande quantidade de ovos, que eclodem bem, além de produzirem pintos grandes com grande capacidade de crescimento. As linhas de carne apresentam excepcional conformação para corte, são de tamanho grande, crescimento rápido e apresentam excelente conversão alimentar. Atualmente essas linhas são híbridas que incorporam genes necessários para produção de carne, conformação e facilidade de processamento, com pouca ênfase em produção de ovos e eclodibilidade. Provavelmente todas as linhas machos usadas para produção de carne incorporaram alguns genes das raças Cornish Escura ou Cornish Clara. Essas variedades conferiram a amplitude de peito, pernas curtas e a carcaça arredondada, mas devido às penas coloridas dessas duas raças as linhas híbridas também incorporaram genes de linhas brancas. Não apenas as aves dessa linha híbrida apresentam penas brancas, mas também os descendentes do cruzamento de galos dessa linha com galinhas de penas coloridas, o que é uma vantagem na depena dos frangos. Geneticamente as linhas híbridas de macho são dominante para o gene branco. A maioria dos consumidores preferem aves de pele amarela e por isso, praticamente todas as linhas de machos e de fêmeas apresentam pele amarela, mas na Inglaterra e em alguns países europeus existe preferência por aves de pele branca. Naquele caso, os frangos são produzidos pelo acasalamento de galos de pele branca com galinhas de pela amarela. Os galos de pele branca de linhas Sussex Clara são os mais utilizados. Bisavós, Avós e Matrizes
Bisavós Devido à necessidade de ganhos genéticos cumulativos e de grande número de aves para a seleção, além do grande número de galinhas para produzir os ovos, as linhas puras podem ser reproduzidas em várias incubações, quinzenalmente. Os produtos nascidos são da mesma constituição das linhas puras e selecionadas dentro da linha, transformando-se em Bisavós. Avós Do acasalamento das bisavós dentro de linha gera-se os galos nas linhas de macho e as galinhas nas linhas de fêmeas que serão os pais das matrizes e portanto chamados de avós. Matrizes As matrizes são os híbridos resultantes do cruzamento de avós. Por exemplo, a matriz macho AB é produzida pelo acasalamento do avô paterno (galo A) com a avó paterna (galinha B) e a matriz fêmea CD é produzida pelo acasalamento do avô materno (galo C) com a avó materna (galinha D).
Avaliação do desempenho do lote

O desempenho padrão da linhagem utilizada pode ser estimado pela pesagem de cerca de 1% dos frangos em qualquer época, comparando-o com tabelas constantes nos manuais das linhagens. Na moderna avicultura de corte, taxas de mortalidade acima de 3 % por lote estão fora dos padrões aceitáveis como normais. O desempenho do lote pode ser avaliado através de índices, como por exemplo. o IEP (índice de eficiência produtiva). Esse índice leva em consideração o peso vivo, viabilidade, idade e a conversão alimentar (CA), de acordo com a seguinte fórmula: IEP=((Peso vivo (kg) x % Viabilidade ) / (Idade em dias x Conversão alimentar ))x100
Exemplo:
peso corporal de 2,3 kg; mortalidade de 3 %; idade 42 dias; CA de 1,8
IEP = (( 2,3 x 97 ) / ( 42 dias x 1,8 )) x 100
IEP = 295,11

Share this article :

+ comentários + 3 comentários

cleber
11 de maio de 2012 11:29

como fasso para adquirir matrizes para a minha propria producao de frango de corte a onde consigo?]
abraço

11 de maio de 2012 11:46

quais as racas mais usadas para o crusamento que resulta nos pintainhos hibridos vendidos para corte de crescimento e ganho de peso rapido os chamandos frangos de granja?e com quem posso adiquirila ,gostaria de produzir meus proprios pintainhos?abraço

11 de maio de 2012 11:47

quais as racas mais usadas para o crusamento que resulta nos pintainhos hibridos vendidos para corte de crescimento e ganho de peso rapido os chamandos frangos de granja?e com quem posso adiquirila ,gostaria de produzir meus proprios pintainhos?abraço

Postar um comentário
 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2011. CRIAÇÃO DE ANIMAIS - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger